São Lourenço Atual - Notícias de São Lourenço e Região - MG

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Na lan house um perigo eminente...

Um chulepento acima de tudo.

José Luiz Ayres
Por José Luiz Ayres
Na lan house um perigo eminente...
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Na ”Lan house” um perigo eminente...

               Mal entrei à loja  onde me utilizo dos serviços de reprodução de cópias das crônicas as quais tenho salvado no” pen drive”, cujo o atendimento é prestado por duas simpáticas e educadas jovens: Márcia e Paula, um cidadão de meia idade, também quase simultaneamente se chega. Dando prioridade no atendimento ao “coroa”, o mesmo me agradeceu a indagar se ali se cortava  ships. Obtendo a informação que sim, passou o celular juntamente com o ship a Paula que foi providenciar a operação. Nisso um turista, caracterizado como tal pela vestimenta, tendo às mãos uma câmera e uma mochila presa às costas, se chega e se encosta ao balcão lateral. Paula dirigindo-se  a ele, indaga o que  desejava e,  obtém  a resposta, que  atendesse aos fregueses, pois o seu assunto demandaria algum tempo e, além do mais seria particular. Paula o pediu que aguardasse. Mas por este diálogo, o “coroa” que esperava pelo serviço, virou-se ao turista a olhá-lo sem que nada falasse ou mesmo puxasse algum assunto e voltou-se à frente. Entretanto, não sei  porque, o homem achou de falar em tom de voz alto, se ele, o cidadão que o olhou, olhara para o chão, talvez estranhando algum cheiro, já que seu tênis de “grife”, não era dotado com anti-chulé e nada podia fazer, afinal havia lhe custado caro e não deixaria de usá-lo. Portanto, os incomodados que o respeitem.

               Um tanto perplexo e atônito, como eu, embora  já houvesse sentido o odor estranho antes mesmo de acontecer o reboliço, então dirigiu-se a mim tentando expor o seu problema, enquanto o “coroa” pagava pelo serviço e deixava a loja a menear  a cabeça, evidentemente desaprovando sobre todos os aspectos à conduta um tanto estúpida do indivíduo do chulé.

Publicidade

Leia Também:

               Não demorou, Márcia após entregar-me a reprodução da crônica, - aproveitou do  lance que o turista olhava da porta à galeria, a balbuciar algo inaudível talvez a criticar o “coroa” que pagou o pato, por apenas olhar para o chão no instante que se virou a ver de quem se tratava ao dizer que o assunto a falar era particular – sussurrou-me ao ouvido, a sugerir que escrevesse uma crônica sobre o turista do chulé, que só não deu em possível pancadaria porque o “coroa” manteve-se digno e alheio ao beócio turista pela indiferença.

               Deixei a loja, que de fato permanecia  empesteada  pelo nauseante odor, a despedir-me das jovens, que provavelmente não sei por quanto tempo aturariam aquele cheiro torturante, e sai a pensar como as pessoas podem proceder de maneira tão desagradáveis, só porque a vida lhe deu  um carma o qual, atribuiu, não sei, a um par de tênis que é desprovido, segundo revelou, de um “aditivo” ante - chulé, achando que as pessoas que se sentem incomodadas é que se dane e deixem o local . Mas os empregados que ali estão exercendo seu trabalho, como ficam?

               Moral da história: Inacreditável!   Mas foi verdade.  As jovens estão ai para  testemunharem e possivelmente lamentar pela situação que tiveram de passar em detrimento do seu trabalho... Dias depois, fui a Lan house e soube que o tal chulepento,      ali permaneceu mais de meia hora. O que foram obrigadas   adquirirem no super mercado um tubo de aerossol para higienizar e perfumar o ambiente.  Quanto à crônica, foi efetuada e publicada     na edição posterior, cujo jornal foi a elas entregue...

Comentários:
José Luiz Ayres

Publicado por:

José Luiz Ayres

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!