São Lourenço Atual - Notícias de São Lourenço e Região - MG

Segunda-feira, 15 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Pagou um mico merecido...

E bem merecido.

José Luiz Ayres
Por José Luiz Ayres
Pagou um mico merecido...
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

 

 

Pagou um mico merecido...

Publicidade

Leia Também:

 

         Há tempos atrás, era comum termos na pequena mata próxima a nossa residência campestre, à cidade de Paty do Alferes,RJ, onde tivemos a vivência de parte da adolescência  vivida principalmente às férias escolares, cujo o segmento ao local, era efetuado por uma estrada que partia do hotel Arcozêlo em pequena elevação até a residência. Cercada no seu trajeto por densa vegetação de cunho médio em que um grande número de animais silvestres por ali se valia do seu habitat, sendo observados com frequência quando por ali caminhávamos, o que para nós já se fazia comum, como; tatus, lagartos, preás, cobras de um modo geral, porco do mato e outros tantos não recordados, sem contar com a quantidade de pássaros que revoavam pelo dia  e os notívagos que  se acomodavam pela noite em busca de suas caçadas que por vezes nos assustavam como as corujas, morcegos, seriemas e demais noturnais.

         Em uma ocasião por volta da década de 80, desfrutando daquele como costumava dizer paraíso, caminhando de regresso a casa após uma manhã proveitosa de muitos prazeres na visitação aos amigos locais e a cidade em si, quando dei início à pequena subida. Uns 20m acima, havia uma pequena aglomeração de pessoas no caminho, que nos chamou  atenção dado o falatório presente. Ao me aproximar, vi sobre as pequenas árvores frutíferas de goiaba, carambola e bananeiras que ali brotaram sem qualquer dito plantio pessoal, que um grupo de macacos, me parecendo micos estrelas e leões dourados, que curtiam sua abençoada refeição a pular sobre os galhos a escolherem as melhores frutas.

         Parado a apreciar os animais, quando um cidadão se chegou vindo dos fundos do hotel, trazendo pelo que vi, uma quantidade de bananas e aproximando dos símios, descascando uma banana, a mostra-los a fruta, a deixa sobre um galho, que logo a seguir é apanhada por um deles pondo-se a comê-la. E assim passou a ser a “domesticagem” aos animais com o cidadão a mostrar-se  todo convencido pela aceitação na convivência com os mesmos, cujo interesse sem dúvida eram as bananas e não ele.

         De repente, empolgado pela proeza, cheio de pompas, acreditando ser um “autêntico domador” admitindo ter conseguido a confiança dos animais, resolve e invés de colocar a banana na mão, coloca-la na boca, na tentativa de haver conquistado a confiança deles e ficou no aguardo da presença de um deles, com a plateia dividindo-se entre o famoso, apanha ou não a fruta. Imóvel, o homem manteve-se, até que um dos micos se aproximou. Parou, olhou parecendo desconfiado, fez um pequeno recuo e novamente se fixando bem perto do “domador” e alguns segundos com extrema rapidez, pula no galho acima de sua cabeça a projetar-se , enfim, sobre o cidadão. Foi uma risada geral, o mico tentando se equilibrar, se segura no seu cabelo retornando ao galho num salto, correndo  com o “aplique capilar” retirado do “domador”, o qual o deixou a mostra uma bela e luzidia calva, para a maioria, uma bela careca... O homem sem jeito retira a banana da boca e coçando  a brilhante calva, limita-se a olhar o pequeno símio que se divertia com a peruca no topo da árvore e tendo a plateia embaixo a gargalhar pelo inesperado e pitoresco momento de “lazer”, digo, Circense.

         Neste episódio ficou uma certeza:  O irreverente turista domador que caiu no ridículo, foi que na verdade quem PAGOU O MICO... Ah... Esses turistas pitorescos e suas agruras que nos proporcionam momentos bastante hilários, são sem dúvidas uns reis da cocada... Pena que neste local, não existe mais mata... Tudo foi devastado. Até o mato rasteiro acabou e nem o capim brota naquele chão de memoráveis lembranças e recordações... Como este episódio que acabo de narrar trazido de uma memória, cujo contexto nada mais representa.

Comentários:
José Luiz Ayres

Publicado por:

José Luiz Ayres

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!