São Lourenço Atual - Notícias de São Lourenço e Região - MG

Terça-feira, 18 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Geral

Um palhaço na cidade de Miguel Pereira...

Mostrando ser um presunçoso...

José Luiz Ayres
Por José Luiz Ayres
Um palhaço na cidade de Miguel Pereira...
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

 

 

Um “palhaço” na cidade de Miguel Pereira.

Publicidade

Leia Também:

            Assim que foi implantada a nova tecnologia, na época  grande avanço a nós correntistas de bancos, dos chamados Caixas Eletrônicos, em que deixamos de ser “escravizados” aos horários pertinentes aos estabelecimentos bancários, já que a qualquer hora tínhamos nosso dinheiro a disposição dia ou noite. E assim, lá estava eu aquele início da manhã, no interior do meu banco, objetivando sacar alguns trocados, juntamente com mais algumas pessoas, aguardando a linha nos equipamentos que havia momentaneamente, como dizíamos, caído.

            Ali, pacientemente, aguardando o retorno da tal linha, observei que um vistoso carrão se chega ao estacionamento, de onde um cidadão ao saltar, dirige-se ao banco, que abrindo a porta de vidro, certamente por verificar que o local já havia outras pessoas, mostrando-se impaciente, indagou a um “coroa”, que o cumprimentou assim que penetrou no recinto;   --  o que houve? Esta “M” não esta funcionando? Por acaso não tem dinheiro? – Reconhecendo o “coroa” que fez o cumprimento, sorrindo permaneceram a conversar e papear, onde assuntos diversos eram expostos pela ilustre figura grotesca, talvez a se mostrar em público o quanto de importante seria.

 Logo depois os Caixas Eletrônicos iniciam suas operações, conduzindo as pessoas pela ordem de chegada as suas máquinas. Nisso, ali a observar o  presunçoso cidadão a dialogar com o tal amigo que fora reconhecido, com voz um tanto alta, tornou sua participação, inclusive pela postura, um tanto desagradável, quando o dito amigo, indagou se tinha programa para a noite, e o convidara para assistirem a peça teatral na Aldeia de Arcozelo, no modesto, mas palco de graciosa localização. Abrindo o semanário local, O Panorama Regional, folheou algumas páginas, abril sobre o evento e ao mostra-la, devolveu a dizer que tinha um compromisso em casa com suas fitas de vídeo cassete acompanhadas ao blender sabor de um Importante  “Scotch “Chiva Rigal” envelhecido de 20 anos. Um tanto frustrado, o “coroa”, ainda disse que depois do teatro, iriam curtir a noite num excelente restaurante em Gov. Portela a ouvir uma boa música que certamente iria desfrutar. Mas como não houve nenhuma concordância, aborrecido fechou o jornal, colocando- o  sob o braço a esperar a sua vez junto ao caixa.

            O cidadão franzindo a testa, meneando a cabeça negativamente, a torcer o nariz o respondeu:  --  Este pasquim já possui crítico teatral? Você  acha que venho aqui nos fins de semana para fazer programa de índio ? Se ainda fosse para uma rodada de pôquer de alto cacife, o mesmo um papo com amigos, seriam benvindas as sugestões. Mas aturar grupos de amadores, pretensos atores e a terminar a noite ouvindo músicas desafinadas em botequim de interior, só pode ser brincadeira...

Todavia, um jovem que ali como nós, aguardávamos nosso atendimento, que provavelmente ouvia aquela beócia conversa, indignado, resolveu entrar no assunto e indagando do presunçoso indivíduo, proferiu:  --  O cara, eu acho que estou lhe reconhecendo! Você é o coadjuvante que ajuda o “Palhaço Cricri”, o “Pé de Chinelo”, no famoso “Circos dos Emergentes”? É você mesmo! Mas se não for, eu juraria que é, pois é a cara dele e de  focinho do outro.

Moral da história: Menosprezar , tripudiar a cidade que nos acolhe, é o mesmo que literalmente cuspir no prato que come. Afinal é ela que nos propicia os momentos agradáveis quando buscamos a paz e a tranquilidade, embora alguns procurem achincalhar seu valores em si de forma pejorativa renegando sua acolhida,  se esquecendo  do respeito aos que dela vivem.  Mais que é aqui que se retemperam para retornar ao estresse do nosso cotidiano.

Ah... Estes veranistas, “apelidados de turistas” quando quer aparecer utilizando-se do menosprezo a quem os acolhe e  os recebe carinhosamente, são de fato uns “palhaços Cricris” a nos proporcionar “Palhaçadas” bem sem graça, mas que de certa forma retrucadas e rebatidas à altura,  a se tornarem muito mais que pitorescos... Segundo o jovem ao sair do banco, convidou a todos os presentes que seriam bem recebidos  na Aldeia, para assistir o nossa peça a ser levada no modesto, mas gracioso teatro de artistas amadores às 20 horas deste sábado. Desde já agradecemos a presena...

Comentários:
José Luiz Ayres

Publicado por:

José Luiz Ayres

Saiba Mais
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!