SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Sábado, 04 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Cidade

Coronavírus: Hospital São Lourenço planeja atendimento para grande número de casos

Foram solicitados 37 novos leitos intensivos com equipamentos e custeio

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mesmo sem nenhum caso confirmado de coronavírus, o Covid-19, na cidade, o Hospital São Lourenço (HSL) já iniciou o planejamento junto aos Governos do Estado e Federal para solicitar a implantação de 37 novos leitos intensivos para um possível agravamento da pandemia.

Considerado uma referência microrregional no atendimento de casos de pacientes com o Covid-19, a unidade precisa habilitar novos leitos com novos equipamentos e custeio para dar respostas a um possível colapso do sistema caso haja um número significativo de pessoas infectadas na região.
De acordo com o técnico do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Eduardo Gonçalves, esses novos leitos poderão ser alocados no prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, onde está previsto o funcionamento do pronto socorro do HSL.

“Os novos leitos já foram pleiteados ao Governo do Estado e Federal, mas não sabemos se seremos atendidos na totalidade. Usaremos parte dos leitos no prédio da UPA em uma estratégia do cenário agravado, mas parte será utilizado no próprio hospital. Ainda não há previsão de respostas quanto ao quantitativo de leitos solicitados ”, explicou Eduardo Gonçalves.

Apesar de ainda não ter recebido nenhum caso de internação, a unidade já está preparada para possíveis casos. A preparação consiste em profissionais capacitados para fazer a investigação dos pacientes, além de estrutura física adequada para internação em isolamento e todo equipamento necessário para a assistência e coleta de material para exames.

Quando o paciente chegar no pronto socorro, ele passará por uma triagem. Na triagem será feita uma investigação, caso seja detectada a suspeita de coronavírus será avaliado o quadro clínico para saber se ele poderá fazer o isolamento domiciliar ou se precisará ser internado.

“As internações em casa ou no hospital é decidida de acordo com o quadro clínico do paciente. Se estiver com uma doença respiratória grave, ele é internado em um dos mais de oito leitos preparado para esses casos. Uma síndrome gripal leve, que não está evoluindo para síndrome respiratória grave, esse paciente pode ser tratado e acompanhado no isolamento domiciliar”, explicou Leonardo Godoi, médico e coordenador do Pronto Socorro do HSL.

Suporte ao Hospital

A partir desta quarta-feira, 18, os postos de saúde da cidade terão o horário de atendimento estendido até às 19h para pacientes sem horários marcados. Dessa forma, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) darão suporte ao hospital evitando a superlotação.

“Os atendimentos serão prioritários para pacientes com sintomas respiratórios: tosse, febre, dor de garganta, entre outros, para evitar que essas pessoas procurem o pronto socorro, pois o risco de contaminação será maior. Esses atendimentos não necessitarão de agendamento”, informou Wilton José Negreiros, médico e secretário Municipal de Saúde de São Lourenço.

Mudanças nas visitas hospitalares

Por tempo indeterminado, o HSL fez alterações nas normas de visitas aos pacientes internados na unidade. São 10 mudanças que entrarão em vigor a partir desta quarta-feira, 18, e seguirão as normas do Ministério da Saúde (MS) para prevenção e combate do coronavírus.

Confira as mudanças:

1. Está PROIBIDA a entrada, no Hospital, de VISITANTES e ACOMPANHANTES com idade A
PARTIR DE 65 ANOS.

2. TODOS os visitantes e acompanhantes deverão portar DOCUMENTO de identidade (com
foto).

3. Cada paciente poderá receber a visita de apenas 01 (UMA) PESSOA POR DIA, sendo que o
tempo de permanência do visitante será de, no máximo, 30 (TRINTA) MINUTOS.

4. Na UTI NEONATAL, os visitantes permanecem os mesmos: SOMENTE pai e mãe do
paciente.

5. Os novos horários de visitas, por ala, serão:
ALA 3, ALA 1 E UTI NEONATAL = DAS 14H ÀS 1 4H30
MATERNIDADE, ALA 8 E PEDIATRIA = DAS 1 4H30 ÀS 1 5H
UTI ADULTO / LEITOS ÍMPARES = DAS 15H ÀS 15H30
UTI ADULTO / LEITOS PARES = DAS 15H30 ÀS 16H

6. Está PROIBIDA a entrada, no Hospital, de pessoas com SINTOMAS de GRIPES ou
RESFRIADOS (tosse, espirro etc.).

7. Os visitantes deverão chegar, ao Hospital, POUCO ANTES DOS HORÁRIOS DE VISITAS
(para evitar aglomerações).

8. FRISAMOS que, ao ENTRAR e SAIR DO HOSPITAL, deve-se sempre LAVAR AS MÃOS
NA RECEPÇÃO.

9. Lembramos que as visitas devem ocorrer SOMENTE AO SEU PACIENTE (é PROIBIDO ir a
outros leitos e/ou outras dependências do Hospital).

10. Ao TOSSIR ou ESPIRRAR, use a parte de dentro (DOBRA) do braço (NUNCA
tussa/espirre cobrindo a boca com as mãos ou com a boca sem proteção). E, também, EVITE
apertos de mão, abraços e beijos

 

 

 

Créditos (Imagem de capa): A ala Joaquim Dutra, destinada a pacientes do SUS no HSL/Foto: SL Atual

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)