SÃO LOURENÇO ATUAL

CPI do SAAE delibera sobre oitivas de testemunhas

Foi dispensada uma testemunha e inclusa outra

Vereadores durante a reunião da CPI do SAAE/Foto: SLAtual

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do SAAE se reuniu na tarde desta segunda-feira, 20, para deliberar sobre as oitivas que se iniciarão na próxima sexta-feira, 24. Entre as questões estavam a retirada de um depoente e inclusão de outro.

O vereador Ricardo de Mattos (PMN), presidente da CPI, propôs a dispensa do então encarregado da empresa GTA Ecocidades, Evanilson Taveira, que foi aceita pelos demais membros. Outra modificação foi o acréscimo da oitiva do diretor institucional da autarquia José Carlos Marques, mais conhecido como Caco.

Na ocasião da reunião, já foram intimados o presidente do SAAE, Gustavo Ribeiro, e coordenadora de Serviços Urbanos, Patrícia Baltar. O presidente da CPI ressaltou que o presidente poderá fazer questionamentos nas oitivas. “O senhor presidente do SAAE poderá comparecer nas oitivas acompanhado de seu advogado para fazer perguntas às testemunhas”, disse Ricardo de Mattos durante a reunião.

As outras pessoas que serão intimadas para as oitivas são Alexandre Torres (proprietário da GTA Ecocidades Comunicação e Meio Ambiente), Joaquim Pedro dos Santos (Presidente do Sineth), Matheus Piantino (diretor administrativo da autarquia) e Paulo Henrique Fernandes (contador do SAAE). As oitivas se iniciam na sexta-feira, 24, às 13h, e prosseguem nos dias 29 e 31.

A CPI

A CPI foi instaurada em sessão ordinária na terça-feira, 3 de abril, e tem por objetivo averiguar se houve irregularidades na transferência de recursos realizados pelo SAAE para o Sindicato dos Empregados em Turismo e Hotelaria (Sineth) para pagamento dos funcionários da empresa GTA Ecocidades Comunicação e Meio Ambiente que estavam com os salários atrasados. Uma decisão do juiz do trabalho de Caxambu, Agnaldo Amado Filho, proferida no último dia 9, homologou a ação do SAAE e Sineth.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

CPI do SAAE delibera sobre oitivas de testemunhas

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do SAAE se reuniu na tarde desta segunda-feira, 20, para deliberar sobre as oitivas que se iniciarão na próxima sexta-feira, 24. Entre as questões estavam a retirada de um depoente e inclusão de outro.

O vereador Ricardo de Mattos (PMN), presidente da CPI, propôs a dispensa do então encarregado da empresa GTA Ecocidades, Evanilson Taveira, que foi aceita pelos demais membros. Outra modificação foi o acréscimo da oitiva do diretor institucional da autarquia José Carlos Marques, mais conhecido como Caco.

Na ocasião da reunião, já foram intimados o presidente do SAAE, Gustavo Ribeiro, e coordenadora de Serviços Urbanos, Patrícia Baltar. O presidente da CPI ressaltou que o presidente poderá fazer questionamentos nas oitivas. “O senhor presidente do SAAE poderá comparecer nas oitivas acompanhado de seu advogado para fazer perguntas às testemunhas”, disse Ricardo de Mattos durante a reunião.

As outras pessoas que serão intimadas para as oitivas são Alexandre Torres (proprietário da GTA Ecocidades Comunicação e Meio Ambiente), Joaquim Pedro dos Santos (Presidente do Sineth), Matheus Piantino (diretor administrativo da autarquia) e Paulo Henrique Fernandes (contador do SAAE). As oitivas se iniciam na sexta-feira, 24, às 13h, e prosseguem nos dias 29 e 31.

A CPI

A CPI foi instaurada em sessão ordinária na terça-feira, 3 de abril, e tem por objetivo averiguar se houve irregularidades na transferência de recursos realizados pelo SAAE para o Sindicato dos Empregados em Turismo e Hotelaria (Sineth) para pagamento dos funcionários da empresa GTA Ecocidades Comunicação e Meio Ambiente que estavam com os salários atrasados. Uma decisão do juiz do trabalho de Caxambu, Agnaldo Amado Filho, proferida no último dia 9, homologou a ação do SAAE e Sineth.

 

Publicidade

Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)