SÃO LOURENÇO ATUAL

Festival Cantáguas promove final de semana de música e alegria em São Lourenço

Ao todo 19 coros trouxeram mais de 500 pessoas para a cidade
Festival Cantáguas promove final de semana de música e alegria em São Lourenço
O segundo dia de apresentações do Cantáguas na Catedral de Bambu/Foto: SL Atual

Festival Cantáguas promove final de semana de música e alegria em São Lourenço

Todos os tipos de vozes e de diferentes idades: crianças, jovens, adultos e idosos. As músicas, as mais variadas, passando pelas clássicas até as mais populares. O final de semana foi de muita cantoria em São Lourenço com a presença de mais de 500 coralistas, distribuídos em 19 corais, durante a quarta edição do Cantáguas Festival Nacional de Corais, realizado entre os dias 20 e 22 de setembro.

Promovido pelo Instituto Coral Por Amor, o evento foi apresentado no auditório do Colégio Imaculado Coração de Maria (CICM), Catedral de Bambu, no Parque das Águas, asilos, hospital e hemodiálise com os concertos sociais.

A abertura, realizada na noite da sexta-feira, 23, no CICM, contou com apresentações abrangentes com corais mais experientes com estrutura um pouco mais simples de música até estruturas complexas, delicadas e de difícil execução.

Na manhã de sábado, as apresentações foram na Catedral de Bambu. Os concertos foram leves favorecidos com o tema primavera. A tarde foram os concertos sociais nos asilos São Francisco, São Vicente de Paula, Casa de Maria, Hospital São Lourenço e Hemodiálise.

De acordo com o maestro do Coral Por Amor e organizador do evento, Murilo Bortolozzi, os concertos sociais são obrigatórios no Cantáguas. Para ele, é uma forma de devolver para toda a sociedade os benefícios trazidos pela música.

“É uma troca. Toda vez que vez trocamos, a gente cresce. Essas pessoas que estão nos asilos ou que estão adoecidas e recebendo um tratamento difícil, como é o caso dos pacientes da hemodiálise, se beneficiam com tudo o que a música pode oferecer e o canto coral pode levar em termos de energia e benefícios em geral. Isso vai desde socialização até efeitos químicos e neuroquímicos no cérebro. Temos uma série de estudos demonstrando isso. Ao mesmo tempo é uma oportunidade para os coros entrarem em contato com pessoas que precisam de tudo: carinho, medicamentos, Deus, apoio...”, explicou o maestro, que também é médico.

Na noite do sábado, as apresentações voltaram para o salão do CICM. O maestro, Alfredo Duarte, regente do Coral Ginástico Português, do Rio de Janeiro, já frequenta São Lourenço há 20 anos com e sem o coral. “Participar de um evento como este é pelo prazer de cantar a sério músicas polifônicas e depois ver e ouvir outros grupos se apresentarem. Não temos músicos profissionais no nosso coral. A gente sempre aprende um pouco mais com a apresentação de outras pessoas”, disse o maestro.

O encerramento do Cantáguas 2019 foi no domingo de manhã com a apresentação na Basílica Menor São Lourenço Mártir com a reunião dos corais que participaram do festival. Após houve a despedida dos corais com a apresentação da Banda Antônio de Lorenzo na Praça Brasil.

Pantheon de Minas

Ao final das apresentações, os corais eram homenageados com um troféu que possui a réplica do Pantheon. A réplica utilizada na produção do troféu foi trazida pelo Coral Por Amor da Itália durante uma turnê no continente europeu, no primeiro semestre deste ano.

O troféu em forma de Pantheon representa o maior projeto do Instituto Coral Por Amor: a construção do Pantheon de Minas. Com a aquisição de um terreno com 50 mil metros quadrados localizado na estrada que liga São Lourenço a Carmo de Minas, o instituto vai construir a réplica do Pantheon na região. A edificação terá 1,5 mil metros quadrados e a área interna poderá comportar 1,2 mil pessoas sentadas.

A estrutura será utilizada para fins culturais e de visitação. A renda será revertida para projetos sociais, culturais e de saúde. A construção respeitará as normas de acessibilidade, segurança, entre outras. Ainda haverá área administrativa, estacionamentos para carros, ônibus e motos, banheiros, etc.

Veja aqui mais fotos do evento

 

 

OUVIR NOTÍCIA

Todos os tipos de vozes e de diferentes idades: crianças, jovens, adultos e idosos. As músicas, as mais variadas, passando pelas clássicas até as mais populares. O final de semana foi de muita cantoria em São Lourenço com a presença de mais de 500 coralistas, distribuídos em 19 corais, durante a quarta edição do Cantáguas Festival Nacional de Corais, realizado entre os dias 20 e 22 de setembro.

Promovido pelo Instituto Coral Por Amor, o evento foi apresentado no auditório do Colégio Imaculado Coração de Maria (CICM), Catedral de Bambu, no Parque das Águas, asilos, hospital e hemodiálise com os concertos sociais.

A abertura, realizada na noite da sexta-feira, 23, no CICM, contou com apresentações abrangentes com corais mais experientes com estrutura um pouco mais simples de música até estruturas complexas, delicadas e de difícil execução.

Na manhã de sábado, as apresentações foram na Catedral de Bambu. Os concertos foram leves favorecidos com o tema primavera. A tarde foram os concertos sociais nos asilos São Francisco, São Vicente de Paula, Casa de Maria, Hospital São Lourenço e Hemodiálise.

De acordo com o maestro do Coral Por Amor e organizador do evento, Murilo Bortolozzi, os concertos sociais são obrigatórios no Cantáguas. Para ele, é uma forma de devolver para toda a sociedade os benefícios trazidos pela música.

“É uma troca. Toda vez que vez trocamos, a gente cresce. Essas pessoas que estão nos asilos ou que estão adoecidas e recebendo um tratamento difícil, como é o caso dos pacientes da hemodiálise, se beneficiam com tudo o que a música pode oferecer e o canto coral pode levar em termos de energia e benefícios em geral. Isso vai desde socialização até efeitos químicos e neuroquímicos no cérebro. Temos uma série de estudos demonstrando isso. Ao mesmo tempo é uma oportunidade para os coros entrarem em contato com pessoas que precisam de tudo: carinho, medicamentos, Deus, apoio...”, explicou o maestro, que também é médico.

Na noite do sábado, as apresentações voltaram para o salão do CICM. O maestro, Alfredo Duarte, regente do Coral Ginástico Português, do Rio de Janeiro, já frequenta São Lourenço há 20 anos com e sem o coral. “Participar de um evento como este é pelo prazer de cantar a sério músicas polifônicas e depois ver e ouvir outros grupos se apresentarem. Não temos músicos profissionais no nosso coral. A gente sempre aprende um pouco mais com a apresentação de outras pessoas”, disse o maestro.

O encerramento do Cantáguas 2019 foi no domingo de manhã com a apresentação na Basílica Menor São Lourenço Mártir com a reunião dos corais que participaram do festival. Após houve a despedida dos corais com a apresentação da Banda Antônio de Lorenzo na Praça Brasil.

Pantheon de Minas

Ao final das apresentações, os corais eram homenageados com um troféu que possui a réplica do Pantheon. A réplica utilizada na produção do troféu foi trazida pelo Coral Por Amor da Itália durante uma turnê no continente europeu, no primeiro semestre deste ano.

O troféu em forma de Pantheon representa o maior projeto do Instituto Coral Por Amor: a construção do Pantheon de Minas. Com a aquisição de um terreno com 50 mil metros quadrados localizado na estrada que liga São Lourenço a Carmo de Minas, o instituto vai construir a réplica do Pantheon na região. A edificação terá 1,5 mil metros quadrados e a área interna poderá comportar 1,2 mil pessoas sentadas.

A estrutura será utilizada para fins culturais e de visitação. A renda será revertida para projetos sociais, culturais e de saúde. A construção respeitará as normas de acessibilidade, segurança, entre outras. Ainda haverá área administrativa, estacionamentos para carros, ônibus e motos, banheiros, etc.

Veja aqui mais fotos do evento

 

 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidade
Alto volume de chuvas previstos em MG não transbordará o Rio Verde
Alto volume de chuvas previstos em MG não transbordará o Rio Verde
VISUALIZAR
Meio Ambiente
São Tomé das Letras assina TAC com Ministério Público para preservação do meio ambiente
São Tomé das Letras assina TAC com Ministério Público para preservação do meio ambiente
VISUALIZAR
Cultura e Entretenimento
Desfile de carro de bois será realizado neste domingo, 19
Desfile de carro de bois será realizado neste domingo, 19
VISUALIZAR
Cultura e Entretenimento
Encontro de veículos antigos vai agitar São Lourenço no próximo final de semana
Encontro de veículos antigos vai agitar São Lourenço no próximo final de semana
VISUALIZAR
Policial
Ligações anônimas para o 181 crescem e denúncias de tráfico de drogas lideram o ranking
Ligações anônimas para o 181 crescem e denúncias de tráfico de drogas lideram o ranking
VISUALIZAR
Cidade
Pronto Socorro do Hospital deve iniciar funcionamento na UPA em 60 dias
Pronto Socorro do Hospital deve iniciar funcionamento na UPA em 60 dias
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)