SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Terça, 11 de agosto de 2020
Publicidade
Publicidade

Política

Julgamento da prefeita Célia Cavalcanti acontece sem o vereador Chopinho

O vereador teve o pedido de liminar do Habeas Corpus negado pelo TJMG

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A sessão de julgamento da prefeita Célia Cavalcanti teve início, na tarde desta terça-feira, 10, com a declaração de falta do vereador Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC) pelo presidente da Câmara Municipal, Waldinei Alves Ferreira (PV). Ao todo serão 12 vereadores para julgar o processo político administrativo.

O vereador Chopinho, membro da Comissão Processante e da base do governo municipal, teve um pedido liminar do Habeas Corpus pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) após decisão do desembargador relator, Wanderley Paiva, na tarde de ontem, 9. O vereador teve a prisão decretada pelo juiz titular da Vara Criminal e da Infância e Juventude após denúncia da 4º Promotoria de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pelos crimes de corrupção, tráfico de influência e associação criminosa ao praticar a Rachadinha.

A sessão segue com a primeira parte em andamento, que é a leitura das peças do processo de 900 páginas escolhidas pela defesa e pelos vereadores. Foram lidas a denúncia, manifestação de suspeição dos vereadores Natanael Paulino de Oliveira (Cidadania), Orlando da Silva Gomes (PRB) e Ricardo de Mattos (PMN), além da defesa por escrito da prefeita.

O próximo passo da sessão de julgamento será a abertura para manifestação dos vereadores. Cada um dos 12 presentes poderá se manifestar verbalmente por até 15 minutos. Após, a defesa ou a denunciada, que não está presente na sessão, poderá apresentar a defesa oral por até duas horas.

A última parte será as votações nominais. O afastamento será decretado se houver o voto favorável pela cassação de pelo menos dois terços dos vereadores, que na Câmara Municipal de São Lourenço são nove.

 

Créditos (Imagem de capa): A sessão de julgamento/Foto: SL Atual

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)