SÃO LOURENÇO ATUAL

Noite de autógrafos lança livro infantil O Lobo Zezé de Maria da Fé

A fábula passa entre Maria da Fé e São Lourenço e aborda a diversidade

O autor Roger Vieira Fechas autografa o livro para os pequenos leitores/Foto: SL Atual

A noite da última sexta-feira, 10, foi de autógrafos no Parque das Águas. Trata-se do lançamento do livro da fábula infantil O Lobo Zezé de Maria da Fé. Escrita pelo defensor público de São Lourenço, Roger Vieira Fechas, a história aborda a diversidade.

O enredo é desenvolvido entre as cidades de Maria da Fé e São Lourenço, passando por Cristina e Carmo de Minas, e tem como cenário as belezas da região e os principais produtos das quatro cidades. Essas cidades são o caminho percorrido pelo coelho Ligeiro para fugir das garras do lobo guará Zezé.

Criado a partir de um diálogo entre o autor e a filha Yasmin, o autor passou para a filha a importância de aceitar as diferenças, uma vez que as diferenças entre os animais, que não era aceita pelo coelho Ligeiro, foi que o que garantiu sua sobrevivência e despistou o lobo.

Em cada cidade por onde o coelho e o lobo passaram na fuga e perseguição foi destacado o principal elemento que caracteriza o município. Em Maria da Fé foi destacado as oliveiras e as plantações de batata. Em Cristina e Carmo de Minas o café foi o elemento em evidência e, por fim, em São Lourenço, o Parque das Águas, onde o coelho se esconde e o lobo desiste da refeição.

Ilustração foi da artista Selma Bajgieman, que teve como inspiração a paisagem natural da região. Antes de começar os desenhos, ela fez o percurso entre São Lourenço e Maria da Fé para ver de perto as montanhas, a vegetação e demais belezas naturais. “A inspiração para a ilustração foram atmosfera de um pai inventando uma história juntos com a filha e as montanhas da região como cenário. As ilustrações saíram com muita naturalidade e o resultado foi o que está no livro.
Quando o Roger me chamou fiquei honrada e feliz em participar do projeto dele”, disse a ilustradora.


Durante as noites Roger e Yasmin ficavam pensando em novas histórias, uma vez que a menina não quer mais histórias prontas em livros infantis. O percurso percorrido pelos protagonistas da fábula é o mesmo que o autor faz com a família quando vai visitar os demais familiares em Itajubá, terra natal dele.

Na noite do lançamento foram autografados mais de 70 livros, onde o autor pode contar aos leitores como a fábula foi criada. “Ao contar como a história foi desenvolvida, as pessoas ficaram sabendo que o livro não foi feito por um artista, mas um por uma pessoa comum retratando a experiência de uma vivência. Isso dá oportunidade para que outros pais façam o mesmo com seus filhos, seja no esporte ou em uma horta. É preciso que cada vez mais as pessoas busquem fortalecer as relações humanas”, destacou Roger.

Bibliografia do autor

O livro O Lobo Zezé de Maria da Fé foi o primeiro voltado para crianças, porém, o autor já escreveu obras sobre o Direito, sua área profissional, e sobre as águas minerais da região.

As obras sobre o Direito são o livro Mandado de Segurança: Da teoria a prática e um artigo científico publicado no livro Aspectos Polêmicos do Novo Código do Processo Civil, publicado, inclusive, em Portugal.

Sobre as águas minerais, o autor publicou um artigo no livro Clamor Das Águas: a busca por nova identidade para as águas minerais no Brasil, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), intitulado de Insights de compliance e efeitos disruptivos sobre os meios de proteção das águas minerais no perímetro das estâncias hidrominerais.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Noite de autógrafos lança livro infantil O Lobo Zezé de Maria da Fé

A noite da última sexta-feira, 10, foi de autógrafos no Parque das Águas. Trata-se do lançamento do livro da fábula infantil O Lobo Zezé de Maria da Fé. Escrita pelo defensor público de São Lourenço, Roger Vieira Fechas, a história aborda a diversidade.

O enredo é desenvolvido entre as cidades de Maria da Fé e São Lourenço, passando por Cristina e Carmo de Minas, e tem como cenário as belezas da região e os principais produtos das quatro cidades. Essas cidades são o caminho percorrido pelo coelho Ligeiro para fugir das garras do lobo guará Zezé.

Criado a partir de um diálogo entre o autor e a filha Yasmin, o autor passou para a filha a importância de aceitar as diferenças, uma vez que as diferenças entre os animais, que não era aceita pelo coelho Ligeiro, foi que o que garantiu sua sobrevivência e despistou o lobo.

Em cada cidade por onde o coelho e o lobo passaram na fuga e perseguição foi destacado o principal elemento que caracteriza o município. Em Maria da Fé foi destacado as oliveiras e as plantações de batata. Em Cristina e Carmo de Minas o café foi o elemento em evidência e, por fim, em São Lourenço, o Parque das Águas, onde o coelho se esconde e o lobo desiste da refeição.

Ilustração foi da artista Selma Bajgieman, que teve como inspiração a paisagem natural da região. Antes de começar os desenhos, ela fez o percurso entre São Lourenço e Maria da Fé para ver de perto as montanhas, a vegetação e demais belezas naturais. “A inspiração para a ilustração foram atmosfera de um pai inventando uma história juntos com a filha e as montanhas da região como cenário. As ilustrações saíram com muita naturalidade e o resultado foi o que está no livro.
Quando o Roger me chamou fiquei honrada e feliz em participar do projeto dele”, disse a ilustradora.


Durante as noites Roger e Yasmin ficavam pensando em novas histórias, uma vez que a menina não quer mais histórias prontas em livros infantis. O percurso percorrido pelos protagonistas da fábula é o mesmo que o autor faz com a família quando vai visitar os demais familiares em Itajubá, terra natal dele.

Na noite do lançamento foram autografados mais de 70 livros, onde o autor pode contar aos leitores como a fábula foi criada. “Ao contar como a história foi desenvolvida, as pessoas ficaram sabendo que o livro não foi feito por um artista, mas um por uma pessoa comum retratando a experiência de uma vivência. Isso dá oportunidade para que outros pais façam o mesmo com seus filhos, seja no esporte ou em uma horta. É preciso que cada vez mais as pessoas busquem fortalecer as relações humanas”, destacou Roger.

Bibliografia do autor

O livro O Lobo Zezé de Maria da Fé foi o primeiro voltado para crianças, porém, o autor já escreveu obras sobre o Direito, sua área profissional, e sobre as águas minerais da região.

As obras sobre o Direito são o livro Mandado de Segurança: Da teoria a prática e um artigo científico publicado no livro Aspectos Polêmicos do Novo Código do Processo Civil, publicado, inclusive, em Portugal.

Sobre as águas minerais, o autor publicou um artigo no livro Clamor Das Águas: a busca por nova identidade para as águas minerais no Brasil, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), intitulado de Insights de compliance e efeitos disruptivos sobre os meios de proteção das águas minerais no perímetro das estâncias hidrominerais.

 

Publicidade

Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)