SÃO LOURENÇO ATUAL

Oficina aborda violência causada por discriminação étnico-racial no Parlamento Jovem

O assunto é um dos temas dos subtemas que serão trabalhados em todo Estado

Palestra do Parlamento Jovem/Foto: Ascom/CMSL

Os participantes do Parlamento Jovem participaram, na Câmara Municipal de São Lourenço, de uma oficina sobre as violências causadas pela discriminação étnico-racial. O assunto é um dos um dos subtemas que devem trabalhados em 2019 em todo o estado durante a execução do projeto e a oficina foi ministrada pela Doutora em Educação, Yone Maria Gonzaga, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A palestrante, que veio de Belo Horizonte, falou sobre as formas de discriminação e traçou um histórico sobre os negros e indígenas no Brasil. Para tratar do assunto, Yone fez uma roda de conversa e deixou os estudantes à vontade para fazerem perguntas ou darem opiniões. As atividades ocorreram no dia 24 de abril, abrindo o ciclo de oficinas temáticas.

A oficina de Yone Gonzaga foi indicada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais. No final do ano passado, ela deu uma palestra aos coordenadores do Projeto Parlamento Jovem durante o curso de formação oferecido em Belo Horizonte.

O Parlamento Jovem

O Parlamento Jovem é um projeto voltado para estudantes. Eles participam de oficinas temáticas durante alguns meses sobre o tema proposto e para entenderem melhor como funciona o poder legislativo.

Após as oficinas, os jovens ocupam os lugares dos vereadores e deputados estaduais para elaborarem propostas que serão debatidas e aprovadas em plenárias. Em setembro, os jovens participarão de uma planária em Belo Horizonte, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Fonte

Ascom/CMSL
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Oficina aborda violência causada por discriminação étnico-racial no Parlamento Jovem

Ascom/CMSL

Os participantes do Parlamento Jovem participaram, na Câmara Municipal de São Lourenço, de uma oficina sobre as violências causadas pela discriminação étnico-racial. O assunto é um dos um dos subtemas que devem trabalhados em 2019 em todo o estado durante a execução do projeto e a oficina foi ministrada pela Doutora em Educação, Yone Maria Gonzaga, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A palestrante, que veio de Belo Horizonte, falou sobre as formas de discriminação e traçou um histórico sobre os negros e indígenas no Brasil. Para tratar do assunto, Yone fez uma roda de conversa e deixou os estudantes à vontade para fazerem perguntas ou darem opiniões. As atividades ocorreram no dia 24 de abril, abrindo o ciclo de oficinas temáticas.

A oficina de Yone Gonzaga foi indicada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais. No final do ano passado, ela deu uma palestra aos coordenadores do Projeto Parlamento Jovem durante o curso de formação oferecido em Belo Horizonte.

O Parlamento Jovem

O Parlamento Jovem é um projeto voltado para estudantes. Eles participam de oficinas temáticas durante alguns meses sobre o tema proposto e para entenderem melhor como funciona o poder legislativo.

Após as oficinas, os jovens ocupam os lugares dos vereadores e deputados estaduais para elaborarem propostas que serão debatidas e aprovadas em plenárias. Em setembro, os jovens participarão de uma planária em Belo Horizonte, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Publicidade

Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)