SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Sábado, 04 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Geral

Primeira ‘Feira Segura’ de MG teve apoio de feirantes e consumidores de Boa Esperança

Consumidores puderam comprar os produtos sem o risco da disseminação do Covid-19

Imagem de capa

Imagens

A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 

Boa Esperança, no Sul de Minas, recebeu no último sábado (23) a Feira Segura, primeiro evento do tipo promovido no estado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA em parceria com o Sistema Faemg / Senar Minas, tendo como parceiros o Sindicato Rural de Boa Esperança e de Ilicínia. A feira foi realizada no centro da cidade, com 60 feirantes. A ideia do projeto é promover um ambiente seguro para clientes e produtores estarem em uma feira de rua nesse período de pandemia do coronavírus.

A proposta é que a feira funcione sem que o consumidor possa manipular os alimentos, evitando assim a contaminação. Para isso, os feirantes foram orientados quanto a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e cada um recebeu um kit com máscaras, luvas, toucas e avental. As barracas também mantiveram o distanciamento de um metro e meio, entre uma e outra, e os alimentos foram todos embalados para venda.

“Essa é a primeira feira em Minas Gerais, o que chamamos de projeto piloto. Em função da realidade local, procuramos fazer algumas adequações sem fugir do protocolo exigido pelo Ministério da Saúde, que é de segurança e prevenção para todos”, explica o gerente regional do Sistema Faemg / Senar Minas em Lavras Wander Magalhães Moreira Júnior.

O sistema drive thru, que é aquele em que o consumidor compra sem sair do carro, por exemplo, também faz parte do projeto, mas em Boa Esperança, devido a realidade cultural do município, não foi posto em prática. Os feirantes adaptaram apenas as barracas e a forma de comercializar os produtos, visto que a maioria das pessoas vai à feira a pé.

O apoio dos sindicatos rurais foi fundamental para o sucesso do evento. “Foi uma felicidade muito grande para nós receber esse primeiro projeto. Fomos procurados pelo gerente regional, que nos apresentou toda a metodologia. Vimos nele uma oportunidade de voltar com nossa feira livre com mais segurança e prevenção para produtores e o público da cidade”, comenta o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Boa Esperança, Henrique Rezende Pacheco.

Segurança como prioridade

Na sexta-feira (22), os produtores rurais participaram do seminário “Cuidados em tempos de Covid-19”, que tirou dúvidas sobre transmissão, prevenção e as principais formas de manipulação para evitar a contaminação dos alimentos comercializados.

A feira foi de 7h às 12h. Nesse período, a equipe de profissionais do Sistema Faemg / Senar Minas acompanhou e orientou os feirantes nas atitudes de prevenção, de forma a evitar o contágio pela Covid-19.

A enfermeira e instrutora de cursos do Senar Minas Renata Zacaroni conta que orientou o público rural quanto à higienização das mãos e dos alimentos, como embalar os produtos, o uso correto de luvas e máscaras. “Esse é um projeto que com certeza dará bons resultados. Com todos esses cuidados o consumidor poderá frequentar a feira sem medo e o produtor poderá comercializar o seu alimento com segurança”, relata a profissional, que também acompanhou todo o evento.

Proposta agradou clientes e feirantes

A produtora Valéria Nunes Oliveira Santos (foto abaixo) trabalha com hortaliças orgânicas, temperos e ervas medicinais. Ela aderiu ao projeto e ficou satisfeita com o resultado: “A feira nos trouxe informações importantes. Aqui na cidade 40% dos clientes são do grupo de risco; e as orientações como prevenção e segurança são atitudes fundamentais nesse momento em que vivemos. Dessa forma vamos trabalhar com segurança e evitar a transmissão do coronavírus para a nossa família e clientes”, diz.

A consumidora Denise Figueiredo Barbosa Monteiro diz que a feira sempre é um projeto seguro por serem produtos de alta qualidade, mas que essas providências tomadas contra com o coronavírus são fundamentais para evitar a disseminação do vírus na cidade, garantindo a segurança para todos consumidores e feirantes.

A ideia é criar um modelo de serviço em que as feiras livres possam voltar a funcionar sem o risco de contaminação. A proposta é levar essa iniciativa para outros municípios mineiros. O Sistema Faemg / Senar Minas e a CNA estão empenhadas para que pequenos e médios produtores possam continuar o seu trabalho com segurança, prevenção e vender o seu alimento, garantindo renda para a família no campo.

Aquele município interessado em promover a Feira Segura deve procurar o escritório Regional ou o Sindicato Rural local.

 

Fonte/Créditos: Lisa Fávaro, Senar Minas

Créditos (Imagem de capa): Os produtores e consumidores participaram da feira com segurança/Foto: Senar/MG

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)