SÃO LOURENÇO ATUAL

Rachadinha: Vereador Chopinho tem Habeas Corpus negado

A prisão foi decretada a partir de provas que supõem a liderança do vereador no esquema da Rachadinha
Rachadinha: Vereador Chopinho tem Habeas Corpus negado
O vereador Chopinho durante a reunião da Comissão Processante que investigou a prefeita/Foto: SL atual

Rachadinha: Vereador Chopinho tem Habeas Corpus negado

 O vereador Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC) teve o pedido de Habeas Corpus negado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) na tarde desta segunda-feira, 9, pelo desembargador relator Wanderley Paiva.

Na decisão, o desembargador não viu ilegalidade do pedido de prisão preventiva deferido, porém vislumbrou os requisitos necessários para prisão preventiva. O desembargador ainda fez menção a um trecho do despacho do juiz criminal da comarca de São Lourenço, Fábio Garcia Macedo Filho.

“(. ) os elementos colhidos pelo Ministério Público, até o momento, demonstram minimamente que ele comanda um esquema de corrupção. Conhecido como "rachadinha", que consiste em receber parte do salário de servidores nomeados em funções de confiança na autarquia municipal SAAE (. . .) A perpetuação do esquema "rachadinha" deve ser enfrentada por prisão preventiva, uma vez que ineficientes quaisquer das cautelares previstas...”, escreveu o Juiz.

O vereador Chopinho, pertencente a base do governo municipal, foi denunciado pelo Ministério Público Estadual à justiça pela prática dos crimes de tráfico de influência, corrupção e associação criminosa ao praticar a Rachadinha no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

 Confira a decisão que negou o Habeas Corpus ao vereador

OUVIR NOTÍCIA

 O vereador Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC) teve o pedido de Habeas Corpus negado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) na tarde desta segunda-feira, 9, pelo desembargador relator Wanderley Paiva.

Na decisão, o desembargador não viu ilegalidade do pedido de prisão preventiva deferido, porém vislumbrou os requisitos necessários para prisão preventiva. O desembargador ainda fez menção a um trecho do despacho do juiz criminal da comarca de São Lourenço, Fábio Garcia Macedo Filho.

“(. ) os elementos colhidos pelo Ministério Público, até o momento, demonstram minimamente que ele comanda um esquema de corrupção. Conhecido como "rachadinha", que consiste em receber parte do salário de servidores nomeados em funções de confiança na autarquia municipal SAAE (. . .) A perpetuação do esquema "rachadinha" deve ser enfrentada por prisão preventiva, uma vez que ineficientes quaisquer das cautelares previstas...”, escreveu o Juiz.

O vereador Chopinho, pertencente a base do governo municipal, foi denunciado pelo Ministério Público Estadual à justiça pela prática dos crimes de tráfico de influência, corrupção e associação criminosa ao praticar a Rachadinha no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

 Confira a decisão que negou o Habeas Corpus ao vereador

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidade
Alto volume de chuvas previstos em MG não transbordará o Rio Verde
Alto volume de chuvas previstos em MG não transbordará o Rio Verde
VISUALIZAR
Meio Ambiente
São Tomé das Letras assina TAC com Ministério Público para preservação do meio ambiente
São Tomé das Letras assina TAC com Ministério Público para preservação do meio ambiente
VISUALIZAR
Cultura e Entretenimento
Desfile de carro de bois será realizado neste domingo, 19
Desfile de carro de bois será realizado neste domingo, 19
VISUALIZAR
Cultura e Entretenimento
Encontro de veículos antigos vai agitar São Lourenço no próximo final de semana
Encontro de veículos antigos vai agitar São Lourenço no próximo final de semana
VISUALIZAR
Policial
Ligações anônimas para o 181 crescem e denúncias de tráfico de drogas lideram o ranking
Ligações anônimas para o 181 crescem e denúncias de tráfico de drogas lideram o ranking
VISUALIZAR
Cidade
Pronto Socorro do Hospital deve iniciar funcionamento na UPA em 60 dias
Pronto Socorro do Hospital deve iniciar funcionamento na UPA em 60 dias
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)