SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Domingo, 20 de setembro de 2020
Publicidade
Publicidade

Turismo

Reunião entre prefeitura e setor hoteleiro trata sobre a flexibilização na área

Entre os assuntos da reunião estavam os protocolos sanitários para reabertura do hotéis

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Após o Governo de Minas, através do Programa Minas Consciente, ter estipulado o segmento de hotéis e pousadas como serviços essenciais, e ter transferido este setor para a “Onda Verde” do programa, a prefeitura propôs uma reunião entre a Secretaria de Turismo, Vigilância Sanitária e os proprietários de hotéis e pousadas de São Lourenço para tratar sobre o funcionamento desta flexibilização.

O encontro, que aconteceu no Hotel Brasil, abordou as normas sanitárias e o funcionamento destes estabelecimentos após a decisão do Governo Estadual. A reunião contou com a participação de aproximadamente 30 representantes de hotéis e pousadas, onde puderam esclarecer suas dúvidas quanto à contaminação do COVID-19 e o cenário da doença no município.

O Secretário de Saúde, Everton Andrade, abriu a reunião e trouxe gráficos estatísticos sobre a situação da contaminação do Coronavírus em São Lourenço, comparada aos estados de Minas, São Paulo e Rio de Janeiro, e com o cenário nacional, concluindo que a situação do Município ainda está dentro de uma expectativa controlada.

Explicou também sobre a capacidade da cidade de absorver os casos graves de São Lourenço e região, levando em consideração que a cidade é um polo microrregional de saúde pública e atende cerca de 260 mil pessoas.

O Gerente da Vigilância Sanitária, Ricardo Silveira, explicou ponto a ponto o protocolo de sanitização dos estabelecimentos. Os hotéis e pousadas da cidade poderão atender apenas a profissionais que estejam a trabalho, como representantes comerciais e técnicos em manutenção que precisem ficar na cidade para cumprirem seus trabalhos. Além disso, o funcionamento do estabelecimento foi limitado a 30% de sua capacidade de hospedagem, a fim de evitar aglomerações nas áreas de convivência social.

Neste momento, os hotéis e pousadas estão impedidos de receberem hóspedes para turismo. Haja visto que, segundo informações da própria rede hoteleira, cerca de 70% dos turistas são provenientes de São Paulo e do Rio de Janeiro, áreas com uma contaminação de 400% acima do estado de Minas Gerais.

A Secretária de Turismo, Joana Maria Coelho, apresentou informações sobre as ações da Secretaria de Turismo durante a pandemia e explicou sobre a campanha “São Lourenço para conhecer e amar”, que foi recém lançada em parceria com o São Lourenço Convention & Visitors Bureau, Associação Comercial, CDL, Sindicomércio e Sindhotéis. A campanha tem o intuito de promover a cidade neste momento de crise, com o intuito de gerar engajamento para quando a cidade voltar a receber os turistas. Falou também sobre a pesquisa de intenção do visitante em vir para São Lourenço durante os próximos 12 meses e sobre o selo “Limpo & Seguro”, que está sendo desenvolvido junto ao Circuito das Águas, para recomendar protocolos sanitários aos estabelecimentos.

Dessa forma, após ouvir sugestões e debater as ideias propostas, a Prefeitura irá publicar um Decreto oficializando tais recomendações, levando sempre em conta a preocupação do Município com a saúde da população. Esse avanço na economia se dá graças as medidas de prevenção que estão sendo tomadas desde o início da pandemia, por isso, para evitar que haja um retrocesso, as exigências sanitárias e as medidas de precaução devem ser sempre priorizadas por todos os setores da economia.

Fonte/Créditos: Sectur/PMSL

Créditos (Imagem de capa): A reunião com os hoteleiros/Foto: Sectur/PMSL

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)