SÃO LOURENÇO ATUAL

Vereadores ouvem a opinião da população em audiência sobre orçamento municipal

Apenas seis pessoas compareceram a audiência
Vereadores ouvem a opinião da população em audiência sobre orçamento municipal
Foto: Ascom/CMSL

Vereadores ouvem a opinião da população em audiência sobre orçamento municipal

Ascom/CMSL

A Câmara Municipal de São Lourenço promoveu uma Audiência Pública sobre a LDO de 2020 (Lei de Diretrizes Orçamentárias) na noite da terça-feira, 9. O projeto é elaborado a cada legislatura pelo Poder Executivo e define as prioridades de gastos do município para o ano seguinte.

O evento foi conduzido pelo presidente da Comissão de Finanças e Orçamentos (CFO), Helson de Jesus Salgado (CIDADANIA), juntamente com os membros Ricardo de Mattos (PMN) e Ricardo Luiz Nogueira (MDB). Durante a audiência, eles apresentaram o projeto original, com a leitura do texto na íntegra. Em seguida, o microfone foi aberto à população, que pôde esclarecer as suas dúvidas e opinar sobre o destino dos gastos. Três sugestões foram feitas: aumentar o ticket alimentação dos professores de R$250 para R$998; construir uma creche municipal e oferecer um curso de capacitação para motoristas da área da educação, com constante fiscalização da frota.

O vereador Helson ressaltou a baixa presença de público. Seis pessoas compareceram: “A expectativa era receber mais moradores de São Lourenço para que tivéssemos uma grande participação da população nesse momento, que é o de definir o destino do dinheiro público. Ou seja, foi o momento do cidadão pedir melhorias para o seu bairro e o município”. O presidente da CFO ainda concluiu: “Apesar disso, cumprimos com o que foi proposto, diante do dever do legislativo de dar transparência aos atos”.

O texto enviado pela Prefeitura prevê, entre outras coisas, a ampliação do Cemitério Municipal; a construção de um estacionamento para ônibus de turismo e de uma quadra poliesportiva; a capacitação de servidores públicos e a reforma dos alojamentos da Secretaria de Esportes e Lazer. Os vereadores têm até o dia 15 de julho para apresentar emendas e realizar a votação do projeto. O Poder Legislativo ainda poderá definir como será gasto 1,2% dos recursos de São Lourenço, por meio do orçamento impositivo.

OUVIR NOTÍCIA

A Câmara Municipal de São Lourenço promoveu uma Audiência Pública sobre a LDO de 2020 (Lei de Diretrizes Orçamentárias) na noite da terça-feira, 9. O projeto é elaborado a cada legislatura pelo Poder Executivo e define as prioridades de gastos do município para o ano seguinte.

O evento foi conduzido pelo presidente da Comissão de Finanças e Orçamentos (CFO), Helson de Jesus Salgado (CIDADANIA), juntamente com os membros Ricardo de Mattos (PMN) e Ricardo Luiz Nogueira (MDB). Durante a audiência, eles apresentaram o projeto original, com a leitura do texto na íntegra. Em seguida, o microfone foi aberto à população, que pôde esclarecer as suas dúvidas e opinar sobre o destino dos gastos. Três sugestões foram feitas: aumentar o ticket alimentação dos professores de R$250 para R$998; construir uma creche municipal e oferecer um curso de capacitação para motoristas da área da educação, com constante fiscalização da frota.

O vereador Helson ressaltou a baixa presença de público. Seis pessoas compareceram: “A expectativa era receber mais moradores de São Lourenço para que tivéssemos uma grande participação da população nesse momento, que é o de definir o destino do dinheiro público. Ou seja, foi o momento do cidadão pedir melhorias para o seu bairro e o município”. O presidente da CFO ainda concluiu: “Apesar disso, cumprimos com o que foi proposto, diante do dever do legislativo de dar transparência aos atos”.

O texto enviado pela Prefeitura prevê, entre outras coisas, a ampliação do Cemitério Municipal; a construção de um estacionamento para ônibus de turismo e de uma quadra poliesportiva; a capacitação de servidores públicos e a reforma dos alojamentos da Secretaria de Esportes e Lazer. Os vereadores têm até o dia 15 de julho para apresentar emendas e realizar a votação do projeto. O Poder Legislativo ainda poderá definir como será gasto 1,2% dos recursos de São Lourenço, por meio do orçamento impositivo.

Fonte

Ascom/CMSL

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Geral
Câmara concede Título de Cidadã Honorária à Madre Cristina
Câmara concede Título de Cidadã Honorária à Madre Cristina
VISUALIZAR
Geral
Proibição de telemarketing de telefônicas começa nesta terça-feira, 16
Proibição de telemarketing de telefônicas começa nesta terça-feira, 16
VISUALIZAR
Cultura e Entretenimento
Festival reúne o melhor do Jazz e Blues em São Lourenço
Festival reúne o melhor do Jazz e Blues em São Lourenço
VISUALIZAR
Geral
Escola do Legislativo entrega doações da Campanha do Agasalho
Escola do Legislativo entrega doações da Campanha do Agasalho
VISUALIZAR
Policial
Passeio ciclístico aborda prevenção às drogas em Caxambu
Passeio ciclístico aborda prevenção às drogas em Caxambu
VISUALIZAR
Política
Investigações da ETE e do SAAE devem ser arquivadas pela Câmara Municipal
Investigações da ETE e do SAAE devem ser arquivadas pela Câmara Municipal
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Deixe sua mensagem para a redação ;)