SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Segunda, 17 de maio de 2021
Publicidade
Publicidade

Coluna

De Rei a Bobo da Corte...

Mas a Rainha que pagou na real.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

De rei a bobo da corte...

            Desfrutávamos de passagem pela cidade paulista de Serra Negra, visando um reparador descanso dada a longa jornada que vínhamos empreendendo, quando retornávamos de uma caminhada ao centro, após  ao almoço e nos aproximar do hotel, fomos atraídos por uma cena a qual nos chocou devido a agressividade desenvolvida no desenrolar dos fatos.

            Um cidadão, hóspede do hotel onde nos hospedamos que se fazia conhecido pelo seu comportamento um tanto pedante e ostentoso; segundo nos foi revelado pelo gerente, a chamar para si as atenções pela notoriedade, resolveu estacionar a frente do hotel em fila dupla o seu portentoso veículo, objetivando por comodidade, aguardar sua mulher que acabara de saltar, a evitar entrar no estacionamento. Um senhor pra lá de ”setentão”, conduzindo um velho, porém conservado Chevette, sem perceber talvez o carrão parado, cujo motorista nem se propôs a ligar o pisca alerta, afinal não houve qualquer sinalização que indicasse à paralização  arbitrária, ao notar a demora, pôs-se a buzinar insistente. O cidadão inconsequente, mostrando-se o dono da rua, provavelmente irritado pelo “buzinaço”, começou a gesticular com o braço pra fora do veículo. O “coroa do Chevette” engrenando marcha a ré, recuando tentou sair. Só que devido ao fluxo de trânsito, teve alguma dificuldade ao sair.

            Finalmente conseguiu e ao passar pelo “empata”, dando rápida parada resolveu reclamar. O “arbitrário cidadão abre a porta e, cheio de atitudes, querendo aparecer ainda mais, desce do carrão indo discutir com o coroa”, a arrasá-lo com grosseiras palavras, inclusive humilhando-o a chama-lo de ancião decrépito que não poderia ter deixado o asilo, pois deveria sim ,  conduzir cadeira de roda. A verdade é que velho ao volante só faz M... Entre outros impropérios, para encerrar, debochou a dizer que o espaço da rua daria até para passar dois caminhões.

            De retorno ao seu carrão, digo, seu “palácio imperial”, sob olhares de perplexidade dos que assistiam tamanha grosseria, jogou-se ao banco permanecendo sorridente a atravancar o trânsito. Só que não tardou, um caminhão carregado de galhos de árvore passa pelo local e não deu outra. Passando rente, teve a galhada excedida da carroceria tocado no BMW, que em consequência produziu vários arranhões à luzente pintura. Furioso e inconsolado, o petulante ao constatar o estrago e sem ter a quem reclamar e discutir pegou para Cristo, sua mulher que acabava de chegar, acusando-a de responsável nos danos pela demora que o obrigara ali permanecer estacionado. Só que a mesma, pega de surpresa diante das acusações inesperadas, as rebate o chamando de idiota e que respeitasse as pessoas, já que não passava de um bobo da corte...

            Moral da história: Todo “Rei” terá certamente seus dias de “Bobos da Corte”

            Ah... Esses “Turistas Arrogantes” que pela ostentação julgam-se o dono do pedaço a impor suas desatinadas e arbitrárias vontades, quando se veem desmoronar as prepotências, não passam de uns bobos da corte a nos oferecerem flagrantes muito além de pitorescos...

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)