SÃO LOURENÇO ATUAL

MENU
Logo
Terça, 22 de setembro de 2020
Publicidade
Publicidade

Coluna

Tem gente, abra o olho!!

A miopia e as consequências...

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
  • Tem gente, abra o olho!
  •             Trafegávamos com destino à cidade de Monte Sião, MG, quando optamos por dar uma parada objetivando espairecer a esticar as pernas e consequentemente tomar agua e café. Assim que estacionamos à lateral da lanchonete, de súbito  uma pick-up se chega um tanto apressada a ponto de  cantar nos freios ao parar. Assustados, observamos que seu motorista deixou o veículo a seguir em disparada ao interior do estabelecimento. O que nos chamou atenção dada pressa e logo a seguir lá fomos nós com o mesmo objetivo, a atribuir sua atitude um tanto de estranha e complicada.
  •             Quase de imediato, uma Van se chega, onde descem várias religiosas, - caracterizadas pelas vestimentas – que alegres e descontraídas penetram na lanchonete  e algumas vão à direção dos toaletes. Ingerindo  a agua do copo, no último gole, com o café a ser tomado, um vozerio eclodiu após a abertura da porta de acesso aos toaletes por duas religiosas, que visivelmente  indignadas e enfurecidas se chegam ao balcão da lanchonete a indagar pelo responsável, já que um cafajeste mantinha-se  acoitado num dos box dos sanitários a espreitar e espionar à privacidade das senhoras no reservado.
  •             O casal dono do negócio, atônito pelo que ouvia, constrangido, partiu furioso ao local, que no acessar a porta  esbarra com outra religiosa saindo, que desequilibrada clama por Deus, indo juntar-se as demais no balcão que revoltadas confabulavam sob total indignação.
  •             Nós  ali perplexos, passamos a observar a confusão daquele salseiro.  Quando minha mulher lembrou-se do tal cidadão que deixou a pick-up e que não o víamos no interior da lanchonete. Neste instante a porta do toalete se abriu, onde aos brados pagando geral, o casal seguido daquele cidadão apressado que nos pareceu complicado e duas freiras deixam o local. Mostrando-se  acabrunhado, tentando se desculpar a justificar sua inconsequente atitude, o apressado e pobre cidadão consegue ser ouvido, dizendo que não percebeu às observações visuais nas portas, pela aflição e pressão intestinal que estava sofrendo, a deixar no carro seus óculos, pois seu grau de miopia era elevado e não se deu conta do erro. Só então ao ouvir vozes femininas no banheiro, em que tentou se ocultar pela vergonha e logicamente no vexame. Todavia lamentou sua descoberta, pois foi obrigado a responder ao ter a porta do box forçada insistentemente com o tradicional, Tem gente !!!
  •             Moral da história: Com a pressão intestinal, nem óculos ajudaria, pois a “cegueira” é total, principalmente sobre o “terceiro olho”, que cerrado não vê a hora de se abrir...
  •             Ah... Esses “turistas míopes” quando complicados se complicam ainda mais pela falta dos óculos e se veem diante de situações cujas consequências os deixam “cegos de vergonha”, tornam-se irremediavelmente muito pitorescos aos nossos olhos nesse palco que a vida nos proporciona... Portanto, caro leitor, não deixe de levar consigo seus óculos quando acessar um toalete, cujo visual às portas possam  confundi-los,  caso seja descoberto, a evitar se passarem por cafajestes ou desclassificados por espionar senhoras nas suas intimidades.

Comentários:

Deixe sua mensagem para a redação ;)